Setembro 12, 2019

Como enviar email em massa sem fazer spam? Uma perspectiva do cliente

Tempo de leitura 8 min

Todo nós fazemos isso: abrimos, descemos a página e arrastamos para o lado sem pensar duas vezes.

Não, não estou falando sobre aplicativos de encontro. Estou falando de caixas de email!

Deletar spams da sua caixa de email está virando um ritual diário para muitos usuários.

Tal fato faz com que muitas empresas tentem achar maneiras de enviar campanhas de emails aos seus potenciais consumidores sem que elas despareçam em meio a tanto outros emails e spams.

Para completar, alguns profissionais de marketing recorrem à listas de compras ou anúncios para alcançar seus objetivos. No entanto, todas essas ações são justamente o que você não deseja: os spams.

Como enviar email em massa com a Sendinblue


Como enviar email em massa sem fazer spam

Se você deseja entender melhor como resolver esse problema e abandonar as práticas do spam, você deverá se atentar para estas três principais áreas:

  • Frequência
  • Conteúdo e design
  • Foco na perspectiva do cliente

As empresas precisam projetar as suas newsletters para que se mostrem menos intimidadoras e mais acessíveis. Ao invés de aprimorar os seus objetivos de venda, opte por adotar uma melhoria em campanhas de emails em massa. Tudo isso servirá para você enviar emails mais atrativos e não ser considerado um “spammer”.

Neste artigo, você aprenderá a criar campanhas de emails sob a perspectiva do consumidor e incrivelmente eficazes para que você possa conquistar os seus clientes.

Frequência

Embora muitos experts em email marketing insistam na questão da frequência de envio, nem todas as campanhas de email são criadas levando em conta esse aspecto.

Por exemplo, a frequência de uma campanha promocional deve ser, de fato, intensificada durante os períodos de férias, a fim de mostrar aos consumidores as ofertas em alta. No entanto, você não deve utilizar essa mesma frequência de campanha para o resto do ano, pois, assim, você entraria de vez na caixa de spams do consumidor.

Por outro lado, as newsletters, na maioria das vezes, devem ser enviadas com uma frequência específica, à qual os internautas podem estar dependentes. Ao enviar uma newsletter, é muito importante que você defina tal frequência desde o início do planejamento da campanha de marketing bem como informar os seus destinatários.

No caso de emails promocionais, o ideal é enviar emails a cada duas semanas. A partir daí, procure monitorar os resultados das campanhas com as frequências pré-definidas e faça os ajustes necessários a fim de obter o melhor retorno possível.

Mas tenha cuidado! Enviar muitas campanhas com uma frequência elevada pode criar uma certa pressão nos clientes, o que gera consequências negativas para o seu negócio.

O que seria tal pressão gerada por campanhas de marketing?

De acordo com uma pesquisa publicada pelo Journal of Business Research, essa pressão é resultado do número de mensagens que as pessoas pensam que elas recebem, mas que, na realidade, não corresponde ao que elas estão realmente recebendo.

Isso significa que os seus clientes podem ter a impressão de estar sendo bombardeados com emails sem que você perceba. Sabemos que isso é a última coisa que você deseja, pois, afinal, você não quer ver os seus clientes cancelando suas inscrições, ou pior, enviando os emails para a caixa de spam.

Para entendermos melhor, confira essa pesquisa feita pela SmartInsights. No estudo em questão, foi constatado que 45,8% dos participantes afirmaram estarem recebendo emails demais.

As pequenas empresas devem entender que, no cenário das estratégias de marketing atual, os clientes são super sensíveis aos spams.

Para que o seu negócio não seja prejudicado por essa sensibilidade dos clientes, tente aplicar as dicas a seguir:

  • Elabore um cronograma de campanha que englobe, também, os seus outros canais de marketing, pois assim você estará evitando mandar muitas mensagens aos mesmos clientes
  • Concilie e alinhe a frequência de suas campanhas de acordo com o seu ciclo de vendas
  • Procure testar frequências de envio variadas com diferentes segmentos de listas de email a fim de identificar os melhores resultados de acordo com um grupo específico de clientes

Assim que você achar as melhores estratégias para o seu negócio, não se esqueça de analisar as campanhas já realizadas e de ajustar as suas futuras campanhas. Isso tudo, claro, com base nos dados que você coletou e nos resultados obtidos.

Quanto mais consciente você estiver em relação às percepções dos seus clientes, menos pressão você estaria impondo aos seus clientes por meio de campanhas.

Conteúdo e design

A primeira impressão é a que fica, principalmente quando se trata de emails.

O conteúdo de um email deve sempre ser autêntico e sincero, além de transmitir empatia. O segredo para conquistar os seus clientes por meio de campanhas de email é sempre colocar, em primeiro lugar, a necessidade do consumidor, e, depois, o resultado que você espera disso.

Conheça o seu público

O conteúdo deve ser escrito e moldado levando em conta as necessidades do seu público-alvo. Por exemplo, se a sua campanha tem como alvo pais super ocupados que procuram produtos para suas crianças, escreva de maneira clara e que os faça poupar tempo.

Você pode, em sua campanha, utilizar a tática de adicionar o nome do cliente no email. Assim, você estará direcionando ainda mais o seu conteúdo. No entanto, a melhor estratégia seria segmentar o público de acordo com seus interesses, preferências ou outros aspectos relevantes.

Isso pode ser até mesmo utilizado nas newsletters. Por exemplo, se você redigir um conteúdo em tópicos múltiplos, você tem a opção de segmentar a audiência de acordo com seus interesses em certos tópicos, e, assim, promover conteúdos exclusivos para cada tipo de público.

Chame a atenção do cliente utilizando o assunto do email

Personalizar o campo correspondente ao assunto do email é a técnica número um para incitar os clientes a abrirem um email. Porém, evite apenas criar um assunto de email tipo “chamariz”.

Todos nós já recebemos emails com campo de assunto indesejável, enviando-os diretamente à caixa de spam. Sem dúvida, essa ação do cliente não é sinônimo de bom resultado para o seu negócio. É por essa razão que você deve elaborar um assunto de email que vá direto ao ponto.

Crie um design simples

Como o meu professor de marketing sempre dizia: “Deixe simples o que deve ser simples”. Esse conselho é, sem dúvidas, ainda mais relevante quando se trata de email marketing.

A melhor abordagem para a concepção do design de uma campanha é provavelmente aquela que demanda simplicidade.

Você corre o risco de se deparar com uma sobrecarga visual se o conteúdo de sua campanha possuir muitas informações e/ou muitos calls to action. Adicionar links e minimizar os botões de CTA podem ajudar a aliviar a carga de informações.

Verifique se os seus emails são responsivos

Um dos maiores erros que uma empresa pode cometer é não considerar a maneira como os clientes consomem os emails. O seu email deve apresentar um design responsivo que se adapte aos diferentes tipos de aparelhos usados pelos clientes que lerão as suas campanhas de email.

Com a Sendinblue, criar emails responsivos ficou muito mais fácil graças à nossa ferramenta simplificada de design de email e à nossa biblioteca de modelos de email. O melhor de tudo isso é que essa ferramenta não exige de você conhecimentos em HTML ou CSS para ser usada.

Lembre-se: sempre rediga um conteúdo impecável, “deixe simples o que deve ser simples” e implemente um design responsivo em seu email.

A perspectiva do cliente sobre o Email Marketing

É de se esperar que o envio de muitos emails publicitários suscite um sentimento de irritação nos clientes.

Além disso, uma grande quantidade de emails pode gerar uma certa pressão nos consumidores. Tal pressão pode provocar um certo desconforto nesses clientes, o que resultará em cancelamentos de inscrição e, no pior dos casos, emails movidos para a caixa de spam.

Seja proativo ao planejar a sua campanha seguindo essas dicas:

  • Estruture a sua campanha focando no cliente que vai recebê-la, e não no produto que você está tentando vender.
  • Estabeleça um objetivo claro e um repertório de CTA para cada campanha levando em conta o comportamento e as preferências do cliente
  • Dê aos seus clientes opções de frequência e horários de recebimento de e-mails que serão enviados pela sua empresa
  • Verifique se a sua campanha de envio de email marketing corresponde ao nível de confiança e de qualidade que os seus clientes esperam de sua empresa

Leve sempre em conta a perspectiva do cliente a fim de criar uma campanha de email relevante e eficiente.


Agora é com você!

Agora que você já sabe como enviar campanhas de email sem fazer spam, é hora de partir para a ação e enviar as suas campanhas de email!

Lembre-se:

  • Frequência – defina a frequência relativa às informações sobre os seus clientes, verifique as taxas de entrega e de abertura dos email e faça as modificações necessárias para iniciar a campanha.
  • Conteúdo e design – “Deixe simples o que deve ser simples” – o conteúdo deve estar responsivo, e, se possível, introduza um CTA de redirecionamento a uma rede social para promover os seus outros canais. Essa tática ajuda a atrair os clientes que ainda não te seguiram em outras plataformas tais como as redes sociais.
  • Perspectiva do cliente – coloque-se na pele do seu cliente, avalie o conteúdo que você criou e pergunte a si mesmo se a sua campanha está de fato atingindo o seu público alvo.

Pronto para encontrar o seu marketing zen?

Desestresse seu dia de trabalho com uma solução criada para você!

Inicie gratuitamente